O Ensino Superior na Rússia está sob a jurisdição do Ministério da Educação e Ciência da Federação Russa, que é responsável pelo credenciamento e licenciamento das instituições de ensino superior, bem como pelo apoio ao desenvolvimento dos padrões educacionais da Federação Russa.

A história do desenvolvimento da Educação na Rússia

A história do sistema de Ensino Superior da Rússia começou com a fundação de universidades em Moscou e São Petersburgo, em meados do século XVIII. Ela foi formada por analogia do sistema de Ensino Superior alemão. Nos tempos soviéticos, o ensino secundário era obrigatório para toda a população da Rússia. O ensino superior é altamente valorizado e tem grande relevância  hoje em dia. Atualmente, mais de 50% das pessoas têm concluído o Ensino Superior.

ESTABELECIMENTOS DE FORMAÇÃO:

Na Federação Russa, existem cerca de 180.000 estabelecimentos de ensino de vários tipos e categorias. Aproximadamente 35 milhões de pessoas, que equivale cerca de 23% da população, ingressam em alguma instituição de Ensino Superior. Mais de 6 milhões de pessoas trabalham no campo da educação.

O ENSINO SUPERIOR NA RÚSSIA:

- Há mais de 700 universidades estatais.
- Mais de 15 milhões de estudantes que estudam na Rússia.
- Mais de 300.000 estudantes estrangeiros a estudar em Universidades da Federação Russa.

O Ensino de Graduação: Bacharelado (4 anos)
Pós-Graduação / Mestrado (2 anos depois de receber um diploma de bacharel)
Pós-graduação / Doutorado (3 anos após a obtenção de um grau de mestre)

Depois do mestrado, os estudantes podem continuar os seus estudos e obter grau de doutorado: de primeiro grau corresponde ao título académico de Doutor em Ciências, e o segundo nível mais alto, o que corresponde à categoria de professor associado / professor doutor.

O SISTEMA RUSSO DE ENSINO SUPERIOR

O sistema de educação russo, como já foi mencionado várias vezes pelos principais especialistas internacionais, é um dos mais desenvolvidos sistemas educacionais do mundo. Devido às constantes mudanças que ocorrem na estrutura da sociedade, temos mostrado que o sistema educacional russo é capaz de se adaptar às rápidas transformações e uma reforma evolutiva de longo prazo (mantendo todas as qualidades que caracterizam o sistema de educação russo).
O Ensino Superior na Rússia está sob a jurisdição do Ministério da Educação e Ciência da Federação Russa, que é responsável pelo credenciamento e licenciamento das instituições de ensino superior, bem como pelo apoio ao desenvolvimento dos padrões educacionais da Federação Russa.

Só as instituições de ensino superior credenciadas têm o direito de emitir diplomas da Federação e conceder graus, fornecendo todos os direitos profissionais e acadêmicos. Todos os diplomas têm certificação e reconhecimento internacional. Apenas as instituições de ensino superior credenciadas têm o direito de colocar um selo com o emblema de Estado da Federação Russa. A todos os graduados, independente do grau estado é atribuída uma certa especialização, independentemente do tipo de instituição de ensino (universidade, academia, instituto) e sua forma de propriedade (estadual, municipal, privada), e todos de igual estado.

Ano Letivo:

O ano letivo começa em 1 de Setembro e termina no final de Junho. É dividido em semestre e primavera.

Semestre:

O segundo semestre do período dos estudos é de 16 semanas e o período da primavera de 15 a 16 semanas. No final de cada semestre, os alunos passam por uma avaliação durante uma semana. Este é o momento em que eles fazem testes, que são trabalhos educativos no intuito de proteger os projectos de curso e no final recebem avaliação de educação.
Dentro de duas ou três semanas no final de cada semestre, os alunos terão a sessão e recebem notas finais.
O sistema de educação na Rússia tem evoluído ao longo dos séculos sob a influência do cristianismo, que no final do século XVII, estava sob a influência do Iluminismo. No século XX, quando o ensino geral e profissional tornaram-se o fator mais importante, devido às mudanças socio-econômicas na sociedade no que diz respeito ao indivíduo, o analfabetismo foi eliminado, ampliou-se o acesso ao Ensino Superior e assim foi criado um sistema educacional para adultos. No entanto, a criação deste sistema de ensino estabelecida no início de 1980, não era suficientemente flexível e não foi capaz de atender às demandas do povo.
As mudanças sociais e políticas na Rússia no período de transição para uma economia de mercado, levaram à necessidade de reformar o sistema de ensino. A Constituição da Federação Russa em 1993, a Lei Federal que trata "Sobre a Educação na Federação Russa" de 1992 e a Revisão da lei em 1996, reforçaram os direitos dos cidadãos russos à educação, fortaleceram a democratização das instituições de ensino, expandiram a liberdade acadêmica e vibializaram a autonomia das instituições que contribuiu e muito para a educação da população.

No lugar do sistema de educação centralizada e unificada, inicia-se um sistema em que os interesses dos estudantes, professores, comunidade acadêmica e dos empregadores passam a ter suma importância. Surgem desta forma setores em rápido desenvolvimento de educação em escolas não-estatais (privadas), fundadas por pessoas físicas e pessoas jurídicas. O programa federal de desenvolvimento da educação, visa incentivar a inovação em todas as áreas do sistema de ensino, que têm sido desenvolvidos para a implementação de reformas educacionais.
Nos últimos anos, o sistema de educação na Federação Russa tem passado por uma mudança radical na transformação geral em todo o país. As principais mudanças com o surgimento de novos tipos de instituições de ensino, a introdução de um sistema multi-nível de ensino superior (graus de licenciatura e mestrado, além de diplomas tradicionais - grau profissional) e mudanças profundas no currículo.

bannerPORTUGAL

Scroll to top